20 de ago de 2014

*



há tanta coisa acontecendo a todo momento, são notícias ininterruptas... flores que se abrem do botão e imediatamente começam a murchar, como se fosse um jardim de fábula em time-lapse.

algumas coisas você calcula, intui, que sejam importantes demais para passarem batido... e tenta agarrar o tempo intangível pra se deter sobre elas.

mas são muitas, são tantas.
alguém tomará conta disso, você pensa.
e segue... e prossegue.

e no meio do dia, ao meio-dia, nesse meio de inverno, o sol a pino te cega - com o conforto de uma estrela que é tão nossa - e você se detém por mais tempo... porque é gostoso, porque é da vida, e a vida te detém nessa senciência.

e em algum momento no meio da tarde, quando a terra gira em seu eixo e dá as costas para o sol, quando o vento gelado de novo te percorre a espinha, você por um segundo se lembra: Gaza.



.